Vinicius de Moraes: os grandes livros do eterno poetinha

Vinicius de Moraes: Livro de letras

Hoje nossa lista será dedicada a um único autor: Vinicius de Moraes.

E que autor!

O poeta tem uma importância tão grande que marcou várias áreas das artes. Literatura, cinema, teatro, música…

Além dos versos, Vinicius de Moraes também foi diplomata, jornalista, cantor e compositor.

No mundo da música, ele é considerado um dos precursores da Bossa Nova, fazendo parcerias com nomes como Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell, João Gilberto e Chico Buarque.

Vinicius teve muitos parceiros não só na carreira musical, mas também em sua vida afetiva: ele foi casado 9 vezes!

Nascido no Rio de Janeiro no dia 19 de outubro, ele faria 106 anos em 2019. 

Por isso, resolvemos dedicar essa lista só para as obras dele.

Extremamente conhecido pela sua poesia, nossa ideia aqui é trazer um pouco da variedade da obra de Vinicius, que navegou pela prosa e adorava cinema. 


Todo Amor

Vinicius de Moraes: Todo Amor

Começamos nossa lista de livros de Vinicius de Moraes com uma de suas obras mais vendidas.

Todo Amor é uma coletânea organizada pelo poeta Eucanaã Ferraz com o tema principal do amor. 

O livro traz mais de cem fragmentos de trabalhos de Vinicius, incluindo cartas, crônicas, poemas e letras de músicas.

Nessa obra, o leitor vai entrar em contato com as diversas formas que o amor assume na obra de Vinicius de Moraes. 

Todo Amor, publicado pela Companhia das Letras, possui uma bela edição em capa dura com várias ilustrações.

Um livro indicado tanto para quem é fã de Vinicius quanto para quem ainda não conhece o trabalho do poeta.

Todo Amor


Orfeu da Conceição

O segundo livro de nossa lista mostra a versatilidade e importância de Vinicius, que foi muito além da poesia. 

Orfeu da Conceição é uma peça teatral escrita em 1954 e que teve sua estreia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro dois anos depois. 

É uma obra extremamente importante porque marca o primeiro encontro de Vinicius de Moraes com Antônio Carlos Jobim, um de seus grandes parceiros.

Tom Jobim foi o responsável por musicar todo o espetáculo, que também teve a participação do arquiteto Oscar Niemeyer na concepção dos cenários.

Além disso, Orfeu da Conceição conseguiu um feito importantíssimo: pela primeira vez, atores negros encenaram no palco do Theatro Municipal. 

A peça adapta o mito grego de Orfeu para as favelas cariocas e traz temas frequentes nos trabalhos de Vinicius de Moraes, como a aliança da música com a poesia.

A obra de Vinicius também inspirou o filme Orfeu Negro, que venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro e recebeu a Palma de Ouro no festival de Cannes. 

Trailer do filme Orfeu Negro (1959)

Orfeu da Conceição


O caminho para a distância

Vinicius de Moraes: O caminho para a distância

Agora nós vamos voltar no tempo, vinte anos antes de Orfeu da Conceição ser encenado. 

O caminho para a distância é o primeiro livro de Vinicius de Moraes, publicado em 1933. 

Um ano antes, em 1932, ele havia publicado seu primeiro poema na revista católica A Ordem, quando ele ainda era estudante da Faculdade de Direito do Catete – que hoje faz parte da UFRJ.

E é possível perceber a forte influência de intelectuais da Igreja Católica nos escritos de O caminho para a distância. 

Depois, em 1935, viria Forma e Exegese, o segundo livro do poeta, onde ele iria além da questão religiosa e partiria para uma temática mais abrangente. 

O livro de estreia do autor só voltou a ser publicado muitas décadas depois, em 2008. 

A nova edição inclui um posfácio do crítico Antonio Carlos Secchin e também textos críticos que saíram na época de lançamento de O caminho para a distância. 

O caminho para a distância

  • Editora: Companhia das Letras
  • Páginas: 120
  • Preço: R$ 37,90 (capa comum) ou R$ 24,50 (eBook)

O cinema dos meus olhos

Como já falamos neste texto, Vinicius de Moraes influenciou e foi influenciado por outras artes além da literatura.

E uma das artes que ele era apaixonado era o cinema

Durante muito tempo ele escreveu críticas de filmes para jornais, foi roteirista, produtor, presidente de festivais e compositor de trilhas sonoras.

Em 1946, ele se muda para os Estados Unidos a serviço do Itamaraty, assumindo o cargo diplomático de vice-cônsul em Los Angeles.

Na meca do cinema norte-americano, Vinicius mergulharia ainda mais na sétima arte, conhecendo figuras importantes como Carmen Miranda e Orson Welles. 

O cinema de meus olhos reúne contos e crônicas do autor, que escreveu sobre grandes filmes como O Cidadão Kane.

A edição mais recente do livro foi organizada por Carlos Augusto Calil e traz novos textos de Vinicius sobre o tema. 

“O intelectual — que burguês maior? — tem medo de se pronunciar sobre Cinema. Quando o faz, é como quem condescende, entre esforçado e cauteloso, pondo os seus ovos de ouro em ninhos de sutilezas. E a arte é tão simples e humana!” – trecho da crônica O cinema e os intelectuais

O cinema dos meus olhos


Livro de letras

Vinicius de Moraes: Livro de letras

Vinicius de Moraes é considerado um dos mais importantes compositores da música popular brasileira. 

Ele escreveu centenas de músicas e lançou mais de 30 álbuns, estabelecendo parcerias com Tom Jobim, Toquinho, Baden Powell, Chico Buarque, entre outros.

Livros de letras é uma espécie de catálogo da vasta carreira musical de Vinicius.

No livro estão presentes tanto composições individuais quanto aquelas que foram frutos de suas parceiras, como O Canto de Ossanha, Garota de Ipanema e A tonga da mironga do kabuletê.

Vinicius e Tom Jobim tocam Garota de Ipanema

A nova edição, lançada em 2015, traz duas letras que não haviam sido publicadas, escritas em parceria com Francis Hime e Edu Lobo.

O livro também inclui textos de Paulo da Costa e Silva, Eucanaã Ferraz, José Castello e Alexandre O’Neill.

Em suma, Livros de letras é uma obra recomendadíssima tanto para os fãs de poesia quanto para os amantes da boa música. 

Livros de letras


Leia também: Livros de filosofia: 7 obras para entrar no mundo dos grandes pensadores


Para viver um grande amor

Nossa sexta indicação de livro de Vinicius de Moraes é mais outro exemplo da versatilidade deste autor.

Para viver um grande amor foi publicado originalmente em 1962 e mistura prosa e poesia, com crônicas que lançam um olhar único sobre o cotidiano.

Como não poderia deixar de ser, o tema central do livro, é o amor, que vai aparecendo, delicadamente, em pequenos detalhes de nossas vidas.

Esta edição possui reproduções dos originais do escritor e também inclui um posfácio do ensaísta Francisco Bosco.

Para viver um grande amor também é o nome de umas das músicas de Vinicius, escrita com Toquinho, um de seus grandes amigos.

“Para viver um grande amor, primeiro

É preciso sagrar-se cavalheiro

E ser de sua dama por inteiro

Seja lá como for”

Para viver um grande amor


Livros de sonetos

Vinicius de Moraes: Livro de Sonetos

Vamos encerrar nossa lista com um livro que traz os escritos pelos quais Vinicius de Moraes ficou conhecido: os sonetos.

O Livro de sonetos é uma coleção de trabalhos produzidos ao longo de 30 anos e lançado pela primeira vez em 1967. 

Portanto, com este recorte temporal de tantas décadas, é possível notar as características mais marcantes do estilo de Vinicius.

Entre elas, estão a cuidadosa observação do cotidiano e a capacidade de ver o sublime em coisas que são aparentemente comuns.

Assim, em seus sonetos, o autor também dialoga que outros artistas que admirava, como Cândido Portinari, Pablo Neruda e Lasar Segall.

Esta obra inclui mais de 70 sonetos, incluindo nove inéditos que estavam guardados no baú de raridades de Vinicius.

 Livro de sonetos traz uma forte carga emotiva e é um ótimo caminho para quem quer entrar no mundo do poetinha.

“Não é maior o coração que a alma

Nem melhor a presença que a saudade

Só te amar é divino, e sentir calma….

 

E é uma calma tão feita de humildade

Que tão mais te soubesse pertencida

Menos seria eterno em tua vida.”

(trecho de Soneto de Contrição)

Livro de sonetos


Esta foi nossa simples homenagem a Vinicius de Moraes. 

Agora, nós adoraríamos ouvir sua opinião:

Qual seu livro favorito de Vinicius de Moraes?

Dos livros da nossa lista, qual deles você já leu, e qual você mais gostou?

Deixe seu comentário!

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.