9 livros para entrar no mundo da economia

Crédito da foto: Pixabay

Economia é um assunto extremamente importante, e, justamente por causa de sua relevância, ela não é exatamente algo fácil de se entender.

Decidimos reunir uma coletânea de livros de economia que poderão te ajudar a entrar nesse mundo cheio de juros compostos, commodities e outros animais exóticos. 

Esperamos que nossa lista desperte o seu interesse nesse tema tão importante – e intrigante. 

Vamos lá:

(os preços e a disponibilidade dos livros podem sofrer alterações)


Freakonomics

Livros de Economia: Freakonomics

Vamos começar a nossa lista com um livro que ficou durante 2 anos na lista de best-sellers do New York Times.

Escrito por Steven D. Levitt e Stephen J. Dubner, Freakonomics é um livro instigante, que usa a lógica econômica para fazer correlação entre fatos que parecem não ter nenhuma ligação.

Através de muitos dados e pesquisa, os autores abordam questões fora do comum, que geralmente ficam de fora das análises dos economistas.

E questões que também são polêmicas, como a tese da influência do aborto na criminalidade. 

Os autores defendem que há uma forte correlação entre a legalização do aborto nos EUA (nos anos 70) com a queda nas estatísticas do crime, em meados nos anos 90. 

Concordando ou não, Freakonomics é um livro que traz análises muito interessantes, sempre sustentadas por muitos dados – e que consegue ser uma leitura fácil e fluida.

Graças ao sucesso do livro, os autores também publicaram a continuação Superfreakonomics, e outras obras como Pense como um Freak e Quando Roubar um Banco

Freakonomics


Economia sem truques

Economia sem truques foi escrito por dois professores com o objetivo de simplificar o assunto, sendo um ótimo livro de economia para iniciantes. 

Os autores escreveram o livro com a premissa de que é possível ensinar para qualquer interessado os princípios da ciência econômica e a maneira como os economistas analisam o mundo. 

Bernardo Guimarães e Carlos Gonçalves partem das escolhas pessoais de cada um para explicar como funcionam a produção da economia, os preços dos produtos e os salários. 

O livro é dividido em duas partes: a primeira aborda a teoria do pensamento econômico, e a segunda fala sobre a aplicação prática da teoria em assuntos importantes para o país. 

Economia sem truques traz diversos exemplos e também entra em assuntos mais delicados, como o consumo de drogas ilícitas.

Extremamente recomendado para quem quer começar a entender o mundo da economia. 

Economia sem truques 


Crash – uma breve história da economia

Livros de Economia: Crash

Nossa terceira indicação de livro de economia já figurou em outra lista nossa, já que Crash ganhou uma nova edição revista e atualizada.

Como o título já diz, o livro do jornalista Alexandre Versignassi traça um histórico de diversos fatos econômicos, passando por 12 mil anos de civilização.

Entre os fatos narrados no livro estão a bolha de especulação das tulipas na Holanda do século XVII e o congelamento de preços na Roma Antiga.

Crash também aborda assuntos mais recentes, como o sucesso do megainvestidor Warren Buffet, os fundos de investimento e a ascensão das criptomoedas. 

Finalista do Prêmio Jabuti em 2012, o livro está em sua terceira edição, atualizada com a realidade econômica dos últimos anos.

Recomendado tanto para quem quer saber mais sobre economia quanto para aqueles leitores que adoram aprender sobre história. 

Crash: uma breve história da economia


A riqueza das nações 

Agora saímos um pouco dos livros introdutórios para falar de um dos mais importantes livros de economia já escritos. 

A riqueza das nações é um clássico de Adam Smith, economista e filósofo que viveu no século XVIII  e que é considerado o pai da economia moderna. 

Sua obra-prima é uma das bases do liberalismo econômico, que defende que o Estado tenha uma pequena (ou nenhuma) participação na economia de um país.

Smith defende que a riqueza dos países vem da ação de seus indivíduos, que são motivados principalmente pelo seu próprio interesse. 

O autor também cunhou a famosa expressão “a mão invisível do mercado”, que seriam os benefícios coletivos obtidos através das ações que cada pessoa toma baseadas em seus interesses. 

A riqueza das nações não é exatamente um livro de economia para iniciantes, mas é leitura obrigatória para qualquer um que queria entender a fundo esta ciência.

A riqueza das nações


Keynes – uma introdução

Livros de Economia: Keynes, uma introdução

A teoria liberal de Adam Smith foi predominante no mundo econômico até o início do século XX – mais precisamente, até a crise de 1929. 

John Maynard Keynes, autor de Teoria geral do emprego, do juro e da moeda, se opôs ao liberalismo econômico, afirmando que o Estado tinha um papel fundamental na economia.

O economista britânico defendia a tese de que a economia passa por ciclos, e que estes ciclos não são auto-regulados pelo mercado. 

A ideia de Keynes é que os governos devem usar medidas monetárias e fiscais para lidar com crises e recessões econômicas.

O pensamento do autor foi adotado por diversos países após a Segunda Guerra Mundial, e influenciou pensadores como Joseph Stiglitz e Paul Krugman, ambos vencedores do Nobel de Economia. 

Para entender a teoria keynesiana, indicamos o livro introdutório do economista argentino Raúl Prebisch – já que Teoria geral do emprego é meio difícil de achar e um pouco caro.

Keynes – uma introdução


A Ascensão do Dinheiro 

Niall Ferguson, autor de A Ascensão do Dinheiro, é um professor escocês da Universidade da Harvard, especialista em história financeira e econômica.

Sua obra é um best-seller entre os livros de economia, e narra fatos históricos através de ações financeiras. 

Ferguson começa na antiga Mesopotâmia, onde o dinheiro surgiu, passando pelo início das bancos na Itália renascentista e pela primeira bolsa de valores, criada na Holanda.

A Ascensão do Dinheiro é considerado um dos mais importantes livros sobre economia e história já publicados – tanto que virou um documentário na TV britânica: 

Documentário Ascensão do Dinheiro dublado

Em seu livro, Ferguson conta como e quando surgiram os seguros, os títulos da dívida pública e as ações, em uma leitura indispensável para quem quer entender economia com mais profundidade.

A Ascensão do Dinheiro


Economia: modo de usar

Livros de Economia: Economia - modo de usar, de Ha-Joon Chang

Ha-Joon Chang é um economista sul-coreano especializado em economia do desenvolvimento, autor de livros como Chutando a Escada e 23 coisas que não nos contaram sobre o capitalismo.

Economia: modo de usar é um livro de economia que se propõe a explicar o funcionamento da economia global de maneira didática. 

Logo na introdução, Chang pergunta: por que as pessoas não se interessam por economia?

Para o autor, o problema é o tal do economês – o jargão técnico utilizado pelos especialistas, que acaba dificultando o entendimento de assuntos que, na verdade, não são tão complicados assim.

“A economia nunca será uma ciência como a física ou a química”, defende o economista sul-coreano, no sentido de que a economia tem diferentes visões e teorias – e não uma única verdade. 

O objetivo de Economia: modo de usar é trazer estes diferentes pontos de vista, apresentando muitos dados sobre a economia de diversos países. 

Escrito de maneira leve e irreverente, a obra de Ha-Joon Chang é outro bom livro de economia para iniciantes no assunto.

Economia – Modo de Usar


Misbehaving: a construção da economia comportamental

A economia comportamental é um campo de estudos relativamente recente, que analisa as decisões econômicas das pessoas, partindo da premissa que nem sempre somos tão racionais quanto imaginamos. 

Um dos autores mais importantes da área é Richard Thaler, que foi premiado com o Nobel de Economia em 2017 justamente por suas contribuições sobre comportamento e finanças.

Em Misbehaving, ele conta a história de seus estudos, que tiveram início nos anos 70, e as aplicações práticas de suas descobertas.

O título do livro vem de misbehave, expressão utilizada para indicar um comportamento que não age de acordo com o que é idealizado pela teoria econômica. 

“Há quatro décadas, desde o meu tempo de estudante de pós-graduação, venho me ocupando com relatos que contenham alguma das infinitas maneiras pelas quais pessoas reais diferem das criaturas ficcionais que habitam os modelos econômicos” – Richard Thaler no primeiro capítulo de Misbehaving. 

Ao lado de obras como Rápido e Devagar, de Daniel Kahneman, os estudos de Thaler tem revelado descobertas sobre a imprevisibilidade do pensamento humano – e como isso afeta a economia. 

Misbehaving: a construção da economia comportamental


História da Riqueza no Brasil 

Livros de Economia: História da Riqueza no Brasil, de Jorge Caldeira

E é claro que uma lista de livros de economia não poderia deixar de fora um livro que se debruça sobre a nossa nada simples economia brasileira. 

História da Riqueza no Brasil foi escrito por Jorge Caldeira, autor que também publicou livros como 101 brasileiros que fizeram história e Mauá: empresário do império.

Em História da Riqueza do Brasil, Caldeira traça uma cronologia da economia brasileira utilizando dados de diferentes séculos.

Sua intensa pesquisa acabou revelando informações sobre a produção econômica no país que são muito diferentes do que se pensava anteriormente.

Caldeira afirma que o Brasil colônia não dependia de Portugal, e que a riqueza não era gerada através da exportação de produtos agrícolas. 

“O Brasil foi o primeiro lugar do mundo onde o sentido da vida foi você morrer numa posição social diferente do que você nasceu. Esse sentido da vida de empreender não era o sentido da vida europeia na época” – Jorge Caldeira em entrevista sobre o livro

Elogiado por nomes como a historiadora Mary del Priore e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, História da Riqueza no Brasil é fundamental para se aprofundar na história da economia brasileira. 

História da Riqueza no Brasil


Chegamos ao fim de nossa lista de livros de economia. 

Esperamos que você tenha gostado das indicações.

Agora, nós queremos ouvir sua opinião:

Qual livro de economia você acha que deveria estar nesta lista?

Das obras que a gente indicou, qual você já leu? Qual você mais gostou?

Comente e compartilhe!

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.