8 escritores latino-americanos que você precisa conhecer

Gabriel Garcia Marquez

Os escritores latino-americanos fazem parte de uma cultura muito rica e variada.

A América Latina tem autores reconhecidos internacionalmente, com diversos prêmios (inclusive o Nobel de Literatura) e vários best-sellers.

Do México até a Argentina, tem muita gente talentosa no mundo da literatura latino-americana.

Se você quer conhecer mais sobre estes autores, nós vamos te dar uma ajudinha.

Vem com a gente!

Pablo Neruda

Escritores Latino-Americanos: Pablo Neruda, por Annemari Heinrich

Nós comecemos nossa viagem para América Latina pelo Chile, para falar de um premiado escritor latino-americano.

Pablo Neruda nasceu em 1904, e na verdade se chamava Ricardo Eliécer Neftalí Reyes Basoalto. 

O nome “Pablo Neruda” era originalmente um pseudônimo usado pelo autor desde os 17 anos, que depois viria a se tornar seu nome legal. 

Além de ser um dos mais importantes poetas de língua espanhola do século XX, Neruda também foi cônsul do Chile no México e na Espanha, e embaixador na França.

O poeta recebeu o prêmio Nobel de Literatura em 1971, e publicou mais de 30 livros. 

Sua obra é marcada por temas sociais e políticos, com influência do surrealismo e do modernismo.

O escritor morreu em 1973, poucos dias após o golpe de Estado no Chile, que colocou o ditador Augusto Pinochet no poder. 

A versão oficial é que Neruda faleceu em decorrência de um câncer de próstata.

Entretanto, muitos acreditam que ele foi assassinado, já que era próximo de Salvador Allende, presidente deposto pelo golpe. 

Cem Sonetos de Amor

Nossa indicação de livro de Neruda é Cem Sonetos de Amor, publicado em 1959. 

Como o título já diz, o amor é o tema central do livro, que foi dedicado para Mathilde Urrutia, que foi sua última companheira. 

O livro é dividido em quatro partes: Manhã, Meio-Dia, Tarde e Noite. Neruda canta o amor por sua musa usando os elementos naturais, como a água, a terra e o fogo. 

“Talvez estes versos definam o que ela significa para mim. A terra e a vida nos reuniu. Ainda que isto não interesse a ninguém, somos felizes.”

Cem Sonetos de Amor pode ser encontrado em versão de bolso por R$ 12,48 (capa comum).


Gabriel García Márquez 

Escritores latino-americanos: Gabriel García Márquez

Também conhecido como Gabo, o colombiano Gabriel García Márquez é um dos mais importantes escritores latino-americanos.

Ele recebeu o Prêmio Nobel de Literatura em 1982, pelo conjunto de sua obra, que inclui livros como Cem Anos de Solidão e O Amor em Tempos de Cólera.

Falecido em 2014 aos 87 anos, Márquez foi o grande representante do realismo fantástico na literatura da América Latina.

Além de ser escritor, Gabo também foi jornalista, chegando a se tornar correspondente internacional na Europa e nos Estados Unidos. 

Em sua carreira literária, Gabriel García Márquez vendeu mais de 40 milhões de livros e foi traduzido para 36 idiomas. 

Cem Anos de Solidão

Um dos romances mais famosos do autor colombiano é Cem Anos de Solidão (Cien Años de Soledad).

Publicado pela primeira vez em 1967, a obra é considerada um das mais importantes da literatura latino-americana.

O livro se passa em um povoado fictício chamado de Macondo, que foi fundada pela família Buendía-Iguarán.

A história se passa através de várias gerações da família, e a vila se torna um símbolo dos problemas da América Latina.

Sua primeira frase é uma das mais memoráveis da literatura:

“Muito anos depois, diante do pelotão de fuzilamento, o Coronel Aureliano Buendía havia de recordar aquela tarde remota em que seu pai o levou para conhecer o gelo”

No Brasil, a edição mais recente de Cem Anos de Solidão foi lançada pela editora Record, e pode ser encontrada por R$ 34,99 (capa comum) ou R$ 29,86 (eBook).

Também está disponível uma versão em capa dura, que sai por R$ 53,94.


Eduardo Galeano

Agora nós vamos para o sul e chegamos no nosso vizinho Uruguai, terra de boas carnes, mate e do delicioso chivito.

E também o local de nascimento de Eduardo Galeano, autor de As Veias Abertas da América Latina.

Galeano é provavelmente o mais conhecido escritor uruguaio, e foi autor de mais de 40 obras.

Assim como García Márquez, Galeano também foi jornalista, começando a trabalhar nas redações no anos 60. 

O escritor foi preso após o golpe militar no Uruguai, em 1973, e depois se exilou na Espanha.

Ele só voltaria ao seu país depois do fim da ditadura, em 1985. 

Entre suas principais obras estão Futebol ao Sol e à Sombra, a trilogia Memória do Fogo, O Livros dos Abraços e, claro, As Veias Abertas da América Latina.

As Veias Abertas da América Latina

Escritores latino-americanos: As Veias Abertas da América Latina, de Eduardo Galeano

Um dos livros mais famosos de Galeano foi publicado em 1971, em um período extremamente turbulento da história latino-americana.

As Veias Abertas da América Latina foi tão identificado com ideias revolucionárias que chegou a ser proibido durante as ditaduras de Argentina, Chile, Brasil e Uruguai.

No livro, Galeano traça uma história da América Latina desde a colonização europeia até o contexto da Guerra Fria, quando o livro foi publicado.

Na obra, o autor fala contra a exploração econômica do continente e também sua dominação política por diferentes países em toda a história.

“O medo nos governa. Essa é uma das ferramentas de que se valem os poderosos, a outra é a ignorância”

As Veias Abertas da América Latina pode ser encontrado por R$ 19,20 (livro de bolso) ou por R$ 8,32 (eBook).


Jorge Luis Borges

Escritores latino-americanos: Jorge Luis Borges

Agora atravessamos o Rio da Prata e desembarcamos na Argentina, país do tango, de Maradona e de Jorge Luís Borges.

Nascido em Buenos Aires em 1899, o escritor também viveu na Espanha e na Suíça, onde viria a falecer, em 1986. 

Escritor, poeta, tradutor e ensaísta, Borges ficou conhecido por explorar o gênero do realismo fantástico. 

Sua obras abordam temas como a filosofia, mitologia e metafísica, usando labirintos lógicos e jogos de espelhos.

Borges publicou seu primeiro livro, Fervor de Buenos Aires, em 1923. Ao longo de sua carreira, escreveu mais de 30 obras, entre livros de poemas, contos e ensaios. 

O Aleph, Ficções e O livro dos seres imaginários estão entre seus livros mais famosos.

O Aleph

Um dos principais livros de Jorge Luís Borges é O Aleph, publicado em 1949. 

A obra contém diversas histórias curtas, nas quais a realidade é manipulada e fenômenos incomuns entram em cenários prosaicos. 

Em O Aleph, o leitor é levado para um labirinto de ideias, que abordam questões como a imortalidade, a identidade, o tempo, a soberba e a condição humana. 

O conto que dá nome ao livro é o que fecha a obra. Nele, o personagem principal visita um casarão em Buenos Aires, que possui o local que envolve toda a realidade do universo. 

Lançada pela Companhia das Letras, o livro pode ser encontrado por R$ 42,30 (capa comum) ou R$ 29,61 (eBook).


Mario Vargas Llosa

Subindo um pouco para o norte, agora vamos falar de Mario Vargas Llosa, nascido em 1936, em Arequipa, no Peru.

Vargas Llosa fez parte do chamado boom latino-americano nos anos 60, quando diversos autores da região, como García Márquez e Júlio Cortazar, ganharam destaque internacional. 

O escritor peruano publicou seu primeiro livro, Os Chefes, em 1959. Logo depois, em 1963, viria A cidade e os Cachorros. 

Influenciado pelo existencialismo de Jean Paul Sartre, a obra de Vargas Llosa tece diversas críticas para a hierarquia de castas sociais e raciais na América Latina. 

Vargas Llosa é um autor prolífico, com dezenas de livros publicados. Além disso, ele recebeu inúmeros prêmios, como o Nobel de Literatura em 2010. 

O escritor peruano também participou ativamente da vida política de seu país, chegando a se candidatar à presidência em 1990.

A Cidade e os Cachorros

Escritores Latino-Americanos: A cidade e os cachorros, de Mario Vargas Llosa

Uma das principais obras de Mario Vargas Llosa é o romance La ciudad y los perros, de 1963,

No Brasil, ele foi inicialmente lançado com o título Batismo de Fogo, mas versões mais recentes trazem o título A Cidade e os Cachorros.

Nesta obra autobiográfica, Vargas Llosa narra o período em que estudou em um colégio militar em Lima.

A Cidade e os Cachorros é uma crítica ao modelo opressivo de educação, onde são valorizados aspectos como a agressividade, que impedem o desenvolvimento pessoal dos estudantes. 

Uma das principais características da obra é sua narrativa experimental, não-linear e com diversos pontos de vista.

O romance foi duramente atacada por autoridades de seu país, que acusaram o autor de caluniar os valores nacionais.

Em 1985, A Cidade e os cachorros foi adaptado para o cinema pelo diretor peruano Francisco Lombardi. 

A Cidade e os cachorros pode ser encontrado por R$ 49,99 (capa comum) ou R$ 29,90 (eBook).


Isabel Allende

Agora nós voltamos para o Chile para falar de Isabel Allende – que apesar de ser chilena, nasceu em Lima, no Peru, quando seu pai, diplomata, trabalhava no país. 

Allende é considerada uma das grandes escritoras da América Latina dos anos 80. 

A autora recebeu o Prêmio Nacional de Literatura do Chile e Medalha Presidencial da Liberdade dos EUA, onde reside atualmente. 

A escritora chilena publicou mais de vinte livros, que venderam mais de 70 milhões de cópias e foram traduzidos para 42 idiomas. 

Seus romances mais famosos são A Casa dos Espíritos, de 1982, e A cidade das feras, de 2002. 

Também merece destaque o livro Paula, escrito em homenagem em sua filha, que morreu em 1992 após entrar em coma. 

Seus trabalhos são principalmente baseados em suas experiências pessoais e por eventos históricos, como o golpe militar no Chile. 

Outros temas recorrentes de sua obra são a lealdade, a justiça, a violência, o amor e a morte. 

“Silencio antes de nacer, silencio después de la muerte, la vida es puro ruido entre dos insondables silencios”

A Casa dos Espíritos 

Escritores Latino-Americanos: A Casa dos Espíritos, de Isabel Allende

A Casa dos Espíritos foi o primeiro romance de Isabel Allende, e também o seu maior sucesso.

Publicada em 1982, a obra foi escrita inicialmente como uma carta para seu avô, que estava à beira da morte. 

O livro é enquadrado dentro do gênero do realismo mágico, trazendo coisas estranhas para a vida comum das pessoas.

A trama é focada na família Trueba, contando a história de três mulheres de três gerações diferentes.

As protagonistas são personagens fortes que tem de enfrentar os dramas da família e os acontecimentos turbulentos da época em que vivem.

O romance de Allende foi adaptado para o cinema em 1993, com Meryl Streep, Winona Ryder e Antonio Bandeiras no elenco.

A Casa dos Espíritos pode ser encontrado por R$ 36,23 (capa comum).


Julio Cortázar

Escritores latino-americanos: Júlio Cortázar

Nascido em 1914, o escritor argentino Julio Florencio Cortázar é considerado um dos mestres do realismo fantástico.

Cortázar começou a publicar seus primeiros trabalhos no final dos anos 30. Na década de 1950, ele deixa a Argentina por discordar da ditadura de Perón, e se muda para Paris. 

Foi na capital francesa que o escritor viveu a maior parte de sua vida, e também foi onde ele escreveu a maioria de suas obras. 

O autor argentino é famoso por seus contos curtos, que foram lançados em livros como Bestiário, Final de Jogo, e As Armas Secretas. 

Cortázar também escreveu novelas como Os Prêmios e O Jogo da Amarelinha, este último seu livro mais conhecido.

O escritor é considerado um dos mais originais e inovadores de sua época, utilizando narrativas que fugiam do tempo linear e com personagens com profundidade psicológica. 

O Jogo da Amarelinha

Um dos livros mais importantes de Cortázar é O Jogo da Amarelinha (Rayuela, no título original), que foi publicado pela primeira vez em 1963.

Esta novela também faz parte do boom latino-americano dos anos 60, quando autores como Gabriel García Márquez e Mario Vargas Llosa ganharam destaque no mundo todo. 

Além disso, O Jogo da Amarelinha é considerada uma das primeiras obras surrealistas da literatura da Argentina. 

O livro é escrito através de um fluxo de consciência e pode ser lido em duas diferentes sequências de capítulos. 

O objetivo do autor era criar uma exploração com vários finais diferentes, uma busca através de questões sem respostas.

“O que estou escrevendo agora será (se algum dia eu terminar) algo assim como um antirromance, uma tentativa de romper os moldes em que esse gênero está petrificado”, escreveu Julio Cortázar quando começou a escrever O Jogo da Amarelinha

O Jogo da Amarelinha ganhou uma nova edição no Brasil recentemente, em junho de 2019, que conta com uma seleção de cartas do autor. 

Esta edição também inclui textos de Haroldo de Campos, Mario Vargas Llosa, Julio Ortega e Davi Arrigucci Jr.

O Jogo da Amarelinha pode ser encontrado por R$ 87,80 (capa comum) ou R$ 44,90 (eBook).


Gabriela Mistral

Escritores Latino-Americanos: Gabriela Mistral

Para fechar nossa lista, nós voltamos para o Chile para falar de uma das mais importantes poetisas da América do Sul. 

Nascida em 1889, Gabriela Mistral é o pseudônimo adotado por Lucila de María del Perpetuo Socorro Godoy Alcayaga. 

Além de escritora, Mistral também foi educadora e diplomata, tendo recebido o Prêmio Nobel de Literatura em 1945. 

Aliás, ela foi a primeira pessoa da América Latina a receber este prêmio. 

Durante vinte anos, a escritora trabalhou como cônsul do Chile em diversos países das Américas e da Europa, incluindo aí o Brasil e os Estados Unidos. 

Entre os pontos centrais de seus poemas, estão a natureza, o amor, e a identidade latino-americana, formada pelas influências dos indígenas e dos europeus. 

Sua importância é tão grande que há um prêmio com seu nome, e sua foto está estampada nas notas de 5000 pesos chilenos.

Principais Obras

  • Desolación
  • Lecturas para Mujeres
  • Ternura
  • Nubes Blancas y Breve Descripción de Chile
  • Tala
  • Antología
  • Lagar
  • Recados Contando a Chile

Chegamos ao fim de nossa lista sobre escritores latino-americanos.

Nossa ideia aqui foi a de apresentar importantes nomes da literatura da América Latina.

Ou seja, esta lista não pretende ser definitiva para o assunto.

E agora vem a sua vez:

Qual desses autores você já leu? Entre eles, qual o seu favorito?

E quem você acha que ficou de fora e deveria estar na lista?

Deixe a sua opinião nos comentários!

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.